Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 30 de março de 2010

ESCARNIO, DEBOCHE, TAPA NA CARA


Isto mesmo: ESCARNIO, DEBOCHE, TAPA NA CARA!
((clique na imagem para ampliá-la))
Com este título quero transmitir as minhas sensações ao tomar conhecimento, pela brilhante matéria do Jornal Alto Taquaral, edição de março de 2010, sobre a situação do Kartódromo e do Parque Linear Ribeirão das Pedras a 2kms do Parque Taquaral.
Os assuntos são palpitantes.
O primeiro deles trata do Prêmio de Melhor Prática em gestão Urbana 2010 para o Parque Linear Ribeirão das Pedras que está ao lado do Shopping Dom Pedro. O painel , todo rasgado, anunciando o prêmio é a imagem perfeita(foto) da credibilidade desse prêmio, atribuído pelo Governo federal ou o Ministério do Meio Ambiente e do Ministério das cidades. No interior do jornal a imagem cabal do que vale esse prêmio: LIXO. Trata-se de uma “cara de pau” tamanha, uma desfaçatez homérica, que o campineiro, jamais deveria tolerar por parte de gestores incompetentes e sem pudor, tanto na esfera municipal, por tê-lo aceitado (o prêmio), quanto na esfera federal que o concedeu.
Lembrem-se bem: Ministério do Meio Ambiente e Ministério das Cidades do Governo federal. A outorga do prêmio ocorreu em 18/03/2010. Só para dar uma idéia mais ampla do problema desse parque, informo que, há uns dois anos, registrei uma reclamação no 156(via e-mail) denunciando a queima do mato cortado no parque pela prefeitura e/ou prepostos, que após ter sido juntado, foi colocado bem no interior do parque, escondido entre as árvores, e ateado fogo, ao entardecer. Com todas as conseqüências que isso pode acarretar.
O segundo caso diz respeito ao Kartódromo, que se encontra em total abandono. Como se sabe o Ministério Publico de Campinas, conseguiu a sua interdição definitiva, o que no meu entender foi muito acertado. Campinas dispõe de áreas mais adequadas(menos nobres) para este tipo de esportes. O curioso é que o secretário de esportes, Gustavo Petta, afirma conforme está na reportagem que “o kartódromo vai continuar como está” ou seja no mais completo abandono. E de fato está. Chega a ser hilário ver as pobres fiscais da dengue que adentram nossos quintais em busca do mosquitinho mortal, pedindo para usarmos seringas para, delicadamente aspirar as gotículas, que estão, por exemplo, no interior das nosa lindas bromélias, quando vemos pneus velhos, às dezenas, acumulando litros e mais litros de água, verdadeiros berçários, de extremo luxo (ali é área muito nobre) para os mosquitinhos mortíferos.
É cuidar ou morrer!
Segue o link do Jornal Alto Taquaral onde a matéri apoderá ser lida na íntegra(copie e cole na sua barra de endereços):
http://www.clicknoticia.com.br/default.asp?not_codigo=1375

domingo, 28 de março de 2010

Novidades no Parque?

Nesta manhã de domingo pude percorrer um pouco mais de nosso Parque. Duas novidades, pelo menos, chamam a atenção. Há algum tempo mencionei a escuridão que reina no local do desvio da pista para fugir da caravela (Sou uma caravela cansada que vê a morte de um sonho em cada vela arriada - Clenir Neves Ribeiro de Nova Friburgo).
Pois bem, descobri que acabam de substituir os bambus, que marcavam o limite da pista de corrida, debaixo das árvores, por outros amarelos, o que ajuda bastante na visão dos contornos da mesma. Resta saber se eles são fluorescentes o que ajudaria, à noite, a distinguir o que é mato e que é pista de caminhada/corrida.
Por mais de 3 meses um circo permaneceu armado no interior do Parque - um circo fantasma porque confesso que vi movimentação de publico apenas uma vez. Bem, onde havia este circo, hoje desmontado, agora foi construido um piso, todo de cimento, penso que em torno de 500 metros quadrados. Estamos falando portanto de mais área, de grandes proporções, com piso cimentado, dentro do Parque.
Traduzindo: menos área de absorção de águas de chuva e maior o volume de enxurradas, com tudo o que sabemos que elas provocam. Ato irresponsável e deplorável.
Não existiriam outras alternativas, como outro tipo de piso?
Há 10 anos ou mais acompanhamos o debate que gerou a decisão de instalação da sede da Guarda Municipal, no interior do Parque. Alguns favoráveis, a maioria contra. Mesmo assim o orgão público optou por lá colocá-la. O argumento "forte" dos que eram a favor: aumento de segurança com a criação da sede da GM, no interior do Parque. Ledo engano: na recente reportagem do Correio Popular(ver post de 20/02/2010) foi mostrado que "o ponto quente" da prostituição masculina e outras barbáries fica a 120mts da sede da GM.
Boa Semana

quinta-feira, 18 de março de 2010

O Parque na midia

Na semana que passou nosso apelo foi entendido por pelo menos dois veiculos de comunicação, o primeiro foi a Band AM, quando no seu programa da tarde, fui entrevistado, por quase 30 minutos pela Delegada Terezinha, ex-vereadora e muita bem atualizada sobre os assuntos que dizem respeito ao nosso Parque. Fui igualmente contatado pela jornalista Eliane Saboto, que publica a Folha do Taquaral (http://folha-do-taquaral.blogspot.com )colocando o seu jornal à nossa disposição para divulgar as ações visando buscar melhorias para o Parque. Agradecemos a ambas pelo gesto generoso e esperamos que outros veiculos possam fazer o mesmo, de modo a ser levado ao conhecimento do maior numero possivel de campineiros e assim, unidos, conseguirmos as melhorias que o Parque merece.
W Avila

sexta-feira, 5 de março de 2010

Reportagem sobre o Parque

Só hoje descobri essa reportagam da 360 graus sobre o Parque. Vale pena ler no link:
http://360graus.terra.com.br/canoagem/default.asp?did=29685&action=news
"Copie e cole em sua barra de endereços"